O que é educação inclusiva

O que é educação inclusiva

Por: wpideamadm 1 de maio de 2022 Educação,Inclusão

Entender o que é educação inclusiva irá permitir que sua aplicação seja efetiva e plural, em todos os contextos sociais. Isso porque ela se relaciona a um conceito amplo de direitos, onde a educação surge como pilar de uma sociedade mais justa e igualitária.

De acordo com dados da Unesco, em todo o mundo existem pelo menos 1 bilhão de pessoas com algum tipo de deficiência motora ou intelectual. Por isso, a inclusão no ambiente de ensino se torna primordial e necessária.

Para compreender melhor sobre o assunto e como a educação inclusiva tem aplicabilidade no ensino especial e regular, confira o artigo exclusivo que o Portal IDEA preparou. Boa leitura!

Afinal, o que é educação inclusiva?

A educação inclusiva é uma normativa contemporânea de ensino que busca ampliar o direito ao ensino sem qualquer obstáculo ou dificuldade para pessoas com deficiência.

Por isso, ela pressupõe a valorização irrestrita das diferentes etnias, crenças, condições psicológicas e físicas.

Ou seja, é possível responder o que é educação inclusiva ao se propor um modelo de aprendizagem que permita a inserção de todos, sem distinção, no ensino regular. 

Dessa forma, criam-se alternativas que compensem as diversas limitações de uma parcela dos alunos.

Em resumo, propor a inclusão na educação é mudar os paradigmas de segmentação de jovens,crianças e adultos e contemplar a pluralidade em todas as suas formas.

Como surgiu a educação inclusiva

Ao longo da história, a instituição escolar nem sempre foi um ambiente de inclusão. Isso porque há notórias dificuldades para grupos vulneráveis.

Entretanto, no Brasil, a Constituição Federal de 1988 reconheceu a inclusão como direito e as pessoas com deficiência passaram a ser percebidas como cidadãos com acesso irrestrito à rede regular de ensino.

Esse direito teve reforço importante após a Conferência Mundial de Salamanca sobre Educação para Necessidades Especiais. Na ocasião, elaborou-se diretrizes para uma implementação efetiva da inclusão escolar em todo o mundo.

Essas diretrizes estão presentes, por exemplo, nos cursos com certificado do Portal IDEA.

educação inclusiva

O que é educação inclusiva no contexto do atendimento especializado?

O Ministério da Educação (MEC) determinou que a educação inclusiva deve abranger todos níveis de escolaridade. Ou seja, da Educação Infantil até o Ensino Superior.

Nela, o Atendimento Educacional Especializado (AEE) orienta professores e alunos para o uso dessa metodologia no ensino regular. 

O atendimento especializado funciona como um apoio ao aluno com deficiência. Contudo, ele não extinguiu a escola especial, uma vez que ambas se complementam e podem fornecer apoio de modos distintos aos alunos com os mais diversos tipos de deficiência.

Princípios mais importantes para compreender o que é educação inclusiva

Para entender mais sobre o que é educação inclusiva, é preciso saber os seus princípios. Eles são elementos importantes de discussão e prática do assunto. 

Além disso, servem de norte para professores e demais profissionais da educação serem capazes de personalizar o acompanhamento dos alunos com limitações físicas ou intelectuais.

Em resumo, eles apontam para:

  • A capacidade de aprendizado de qualquer pessoa;
  • O direito de acesso à educação, garantido por lei;
  • O convívio no ambiente escolar comum como benefício social;
  • O processo individual de aprendizagem;
  • A inserção da educação inclusiva em todos os ambientes de ensino.

Principais deficiências que podem ser atendidas com educação inclusiva

Por não ser possível definir a educação inclusiva dentro de um contexto único e padrão, há diferentes abordagens que se relacionam à ela. Em cada uma, recursos adicionais podem facilitar a forma e as diretrizes de ação de cada ambiente de ensino.

Para isso, há a necessidade de acompanhamento extracurricular em alguns casos, assim como o suporte de profissionais especializados e multidisciplinares para a compreensão da individualidade de cada aluno com deficiência.

Veja abaixo algumas das principais deficiências que são atendidas com a educação inclusiva. 

Deficiência visual e auditiva

A educação inclusiva para a deficiência visual e auditiva usa os recursos da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). Através dela, é possível oferecer uma alternativa linguística que minimize os ruídos de comunicação entre pessoas com e sem deficiência.

Outros meios podem ser a linguagem em códigos e sinalizações específicas. 

Deficiência intelectual

O recurso para atender a alunos com deficiência visual costuma ser a comunicação alternativa. Em outras palavras, a mediação se desenvolve com estratégias que se personalizam de acordo com as limitações do aluno.

Nesse caso, não é possível determinar as técnicas utilizadas, uma vez que elas podem variar e exigir cuidados especiais para cada aluno.

Deficiência física

A educação inclusiva para alunos com deficiência física usa recursos de acessibilidade, como rampas, elevadores ou carteiras adaptadas.

Essa adequação costuma ocorrer no ambiente físico e também no material escolar do estudante, em casos onde há a utilização de itens ou objetos que exigem movimentação específica.

Transtorno do espectro autista (TEA)

No caso de alunos com transtorno do espectro autista, a educação inclusiva realiza abordagens diferenciadas e que respeitem as diferentes compreensões do TEA.

Dessa forma, há uma avaliação das potencialidades do aluno, assim como adequação do ambiente escolar e da convivência social de modo a proporcionar segurança e proteção aos autistas.

Alta capacidade em habilidades

Quando o aluno apresenta alta capacidade em habilidades, a educação inclusiva propõe uma aceleração dos conteúdos ou um aumento dos recursos educacionais.

Ainda que sua associação remeta à uma capacidade superior de aprendizagem, sem estratégias personalizadas de ensino, um aluno com altas habilidades pode não desenvolver todo o seu potencial.

educação inclusiva

Por que aprender sobre a inclusão na área educacional?

Aprender o que é educação inclusiva contribui para o avanço do sistema educacional como um todo. Isso porque ele é capaz de gerar maior interação social entre os indivíduos e reduzir preconceitos em relação às diferenças humanas.

O grande desafio sobre o tema ainda é a capacitação e preparo dos profissionais da educação, uma vez que este tipo de conhecimento exige aprimoramento contínuo.

Por isso, quem decide apostar em cursos online gratuitos com certificado nesta área, certamente se tornará um profissional requisitado e bem quisto no mercado de trabalho.

Seu curso livre e gratuito sobre educação inclusiva está no Portal IDEA

Após compreender melhor o que é educação inclusiva e sua importância no contexto escolar, você precisa conhecer o Portal IDEA.

Aqui você encontrará mais de 2000 mil cursos gratuitos e online com carga horária entre 8 e 280 horas. E o melhor: você pode adequá-lo ao seu período de disponibilidade para estudos.

Dessa forma, você terá capacitação online para turbinar o seu currículo e adquirir conhecimentos que contribuirão para maior profissionalismo e competência.

Para mais informações sobre cursos livres e gratuitos, não deixe de acompanhar o Blog do Portal IDEA!

Tags:

Deixe um comentário