O que é educação especial e como se formar para atuar na área

O que é educação especial e como se formar para atuar na área

Por: wpideamadm 17 de janeiro de 2022 Educação,Inclusão

O conceito sobre o que é educação especial ganha cada vez mais espaço dentro das escolas. No Brasil, em particular, a administração pública vem se empenhando ao longo dos anos na criação de legislações municipais, estaduais e federais.

O intuito é garantir direitos para as pessoas portadoras de necessidades especiais, oferecendo-as uma vida em sociedade mais justa, inclusiva e com oportunidade de crescimento. 

Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (L9394/1996), a educação especial é “a modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação”.

Ou seja, é um ramo da educação voltado para alunos que apresentam as seguintes características:

  • Transtornos gerais do desenvolvimento (TGD)
  • Transtorno do espectro autista (TEA)
  • Uma ou mais deficiências (física, visual, auditiva, intelectual)
  • Altas habilidades
  • Superdotação

Para entender mais sobre o assunto, veja neste artigo do Portal Idea o que é educação especial e como funcionam as diferentes atuações na área! 

Veja, também, como a realização de cursos online gratuitos com certificado pode ajudar na inserção na área e na formação. Boa leitura!

Afinal, o que é educação especial?

O conceito por trás da pergunta “o que é educação especial” é bastante simples. Essa é a área oferecida apenas para pessoas com algum tipo de deficiência, seja física, visual, auditiva ou intelectual, além de transtornos, altas habilidades ou superdotados. 

criancas pcd o que e educacao especial inclusao portal idea

Na educação especial existem três categorias em que os profissionais podem atuar e cuidar: 

  • Dependentes
  • Treináveis
  • Educáveis

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o número de alunos da educação especial ultrapassou a barreira de um milhão em 2017. No ano seguinte, chegou a 1,18 milhão, o que significa um crescimento de 11% em apenas um ano.  

Ainda, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), pessoas com deficiências representam 10% da população mundial. Só o Brasil possui mais de 17 milhões, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

É importante frisar que existem diferenças entre os termos educação especial e educação inclusiva. Apesar de soarem parecidos, seus objetivos são totalmente diferentes. 

No caso do conceito sobre o que é educação especial, o ensino é focado somente para alunos com deficiência. Já na inclusiva, todos os alunos, deficientes ou não, possuem a oportunidade de conviver e aprender juntos.

Entenda, abaixo, as categorias de alunos segundo a classificação dentro desse conceito.

Os dependentes

Os dependentes são aquelas pessoas com necessidades especiais e que são atendidas em clínicas. Como o próprio nome sugere, dependem integralmente dos serviços para a sua sobrevivência.

Normalmente, estes alunos não conseguem realizar hábitos diários, como a manutenção da higiene pessoal ou se vestir, o que exige um acompanhamento 24 horas. 

Os treináveis

Os treináveis, por sua vez, são aqueles alunos que frequentam escolas especiais. 

Este grupo de alunos já consegue se defender de perigos e ocorrências, são aptos a repartir e respeitar os colegas, conseguem manter hábitos de higiene, entre outros. 

Os educáveis

Por fim, os educáveis são o grupo de alunos que frequentam as classes especiais. Eles já possuem vocabulário para a sua rotina diária, além de possuírem habilidades para interação social. 

Devido às diferenças na classificação é de suma importância estudar sobre o que é educação especial e ter formação na área.

O Portal Idea oferece cursos totalmente gratuitos e online, ainda com direito à certificação em território nacional! Conheça o curso online de Educação Especial

O que é educação especial: como é a atuação?

Para entender o que é educação especial, também é preciso compreender que o profissional possui muitas responsabilidades diárias. 

maos escrever o que e educacao especial portal idea

Isso porque o seu objetivo maior, enquanto profissional, é promover a melhor condição de ensino possível para as pessoas com necessidades especiais. 

Entre as tarefas e rotinas desempenhadas, é preciso:

  • Elaborar o planejamento de ensino
  • Lecionar
  • Prestar consultoria pedagógica e coordenar equipes
  • Promover treinamentos com os professores
  • Avaliar o progresso dos alunos
  • Identificar as dificuldades e traçar metas de aprendizado
  • Atender aos familiares dos alunos

Quais são as áreas de especialização na educação especial?

Quem busca sobre o que é educação especial deve perceber que é um campo bastante vasto. Por isso, o profissional pode ter uma formação generalista ou, se preferir, especializar-se em uma determinada área. 

Veja algumas áreas de especialização:

  • Deficiência Auditiva
  • Deficiência Visual
  • Deficiência Física 
  • Deficiência Mental
  • Síndrome de Down
  • Transtorno do Espectro Autista
  • Deficiências Múltiplas (físicas e mentais)
  • Gestão Educacional em Educação Especial
  • Neurociência da Linguagem

É importante salientar que a Política Nacional de Educação Especial, na perspectiva da educação inclusiva, é um documento criado em 2008 pelo Grupo de Trabalho da Política Nacional de Educação Especial.

De maneira resumida, este documento garante o acesso de alunos com deficiência, transtornos de desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação à escola regular.

Qual é a situação das escolas especiais?

Infelizmente, em alguns lugares do mundo, as escolas especiais estão sendo desativadas. A Itália, por exemplo, aboliu a metodologia de ensino, o que obriga os pais de crianças especiais a encaminharem seus filhos ao sistema de ensino regular. 

No Brasil, as escolas especiais não foram abolidas. Porém, o fato de que a infraestrutura do país é precária, quando se fala em educação, além da falta de capacitação dos profissionais, gera uma situação complexa.

O que é educação especial para a sociedade brasileira?

Como pudemos notar, o conceito sobre o que é educação especial desenvolve um importantíssimo impacto dentro da sociedade como um todo, e contribui para diminuir a desigualdade entre as PcD ‘s. 

maos tinta crianca o que educacao especial portal idea

É uma questão complexa, que envolve convívio na sociedade, oportunidades de profissionalização e muitos outros aspectos. 

Dessa maneira, a educação especial visa desenvolver a independência de todos os alunos, ajudando-os a alcançar o seu pleno potencial.

Lei Brasileira de Inclusão (LBI)

A Lei Brasileira de Inclusão (LBI) é um conjunto de normas destinadas a assegurar e a promover, em igualdade de condições, o exercício dos direitos e liberdades fundamentais por pessoas com deficiência. 

A Lei foi editada em 2015, entrando em vigor somente no ano seguinte. A busca era pela inclusão social e pela cidadania.

A principal contribuição da LBI foi a mudança no conceito jurídico de “deficiência”. 

A palavra deixou de ser considerada como uma condição estática e biológica da pessoa, passando a ser tratada como o resultado da interação das barreiras impostas pelo meio com as limitações de natureza física, mental, intelectual e sensorial do indivíduo.

O que é educação especial: cursos de formação

Por trás do conceito sobre o que é educação especial existe uma série de pessoas que precisam de profissionais capacitados para ajudá-los. 

O Portal Idea, com base na necessidade do mercado de trabalho e da sociedade, criou o curso gratuito e totalmente online em Educação Especial!Continue em nosso site e confira um catálogo completo de cursos online, o que nós ensinamos e as vantagens de estudar conosco.

Tags:

Deixe um comentário