Como cuidar da saúde mental em tempos de pandemia

Como cuidar da saúde mental em tempos de pandemia

Por: camila 15 de junho de 2021 Saúde

Não é de hoje que pessoas ao redor de todo o mundo se perguntam como cuidar da saúde mental. Após o anúncio da OMS, em 2020, que estávamos diante de uma pandemia de nível mundial, foram várias as mudanças no funcionamento da sociedade. Por exemplo, as pessoas passando mais tempo em casa, funcionários de home office, além de escolas, comércios e pontos de lazer fechados.

Segundo estudos de janeiro deste ano, em toda a América, o Brasil fica atrás apenas dos Estados Unidos quando o assunto é depressão. O país tem cerca de 5,8% de sua população com problemas relacionados à saúde mental, enquanto os Estados Unidos atingiram 5,9%. Em números absolutos, isso significa 11,6 milhões de brasileiros com tendência à depressão. Outro dado importante que se levantou no estudo é que o Brasil é o país mais ansioso do mundo. 

Em outras palavras, são duas situações que podem, juntas, serem um impulsor para os transtornos de humor.

Frente ao cenário de pandemia, é evidente o aumento de pessoas com crises psicológicas, sintomas psíquicos e de cunho psiquiátrico.

Por isso, saber como cuidar da saúde mental se torna essencial.

Confira nesse artigo a importância disso, assim como dicas para melhor qualidade de vida e, principalmente, uma saúde mental em dia! Boa leitura!

Mas enfim, porque a saúde mental é tão importante?

Primeiramente, antes de se perguntar como cuidar da saúde mental é importante saber a importância desta medida. E o principal fator que explica este fato é o estudo da Psiconeuroimunologia, que estuda as ligações entre o cérebro, o comportamento e o sistema imunológico do indivíduo. Os estudos comprovam o que a maior parte das pessoas sabe na teoria, ou seja, estresses emocionais ou psicossociais afetam de forma negativa o sistema imunológico.

Dessa forma, é possível afirmar que quando estamos com a saúde mental fragilizada, maior é a chance de contrair doenças. De modo geral, a resposta do nosso sistema imunológico está diretamente relacionada ao nosso humor e estado de espírito.

Então, como cuidar da saúde mental em um período de estresse mundial, onde as pessoas estão precisando conviver com rotinas alteradas, procedimentos novos e até mesmo luto frequente?

São estas as dicas que iremos dar abaixo. Mas antes, precisamos falar sobre os profissionais aptos a auxiliar nesse processo.

A importância dos profissionais de saúde mental

A partir do momento que entendemos as situações mentais como problemas de saúde, precisamos também condicionar a busca de um profissional da área quando necessário.

Aliás, os profissionais de saúde mental são vários e dependendo a especialidade, podem ou não oferecer tratamentos, procedimentos e até mesmo medicamentos, conforme avaliação.

Os psicólogos são os mais comuns neste tipo de ajuda, e possuem habilidades e conhecimentos para conduzir uma terapia que coloque a saúde mental como foco.

Por sua vez, os psiquiatras atuam no diagnóstico, tratamento, prevenção e reabilitação em saúde mental. Eles são médicos que podem, inclusive, medicar um paciente.

É importante considerar que mais importante do que suspeitar da necessidade de tratamento é procurar um profissional para que ele, sob o rigor dos estudos que domina, decida o que precisa ser feito.

Como se prevenir e cuidar da saúde mental diariamente

As dicas abaixo estão relacionadas a procedimentos e cuidados do dia a dia que irão te auxiliar a ter uma saúde mental melhor e mais estável. Antes de aplicá-las, certifique que você é capaz de realizá-las sozinho ou com a ajuda de um amigo ou familiar. E não se preocupe caso precise de ajuda profissional.

De modo geral, não há fórmulas definitivas para lidar com situações de estresse. Porém, a melhor forma de entender como cuidar da saúde mental é através de hábitos que sejam prazerosos e produtivos. E eles podem ser diferentes de pessoa para pessoa.

A felicidade está além das conexões virtuais

A era digital é uma realidade e, de algum modo, ninguém quer ficar de fora do que acontece na Internet. Em tradução livre, é chamado de “Medo de ficar de fora” ou, no original. “Fear of missing out”.

Porém, há estudos que mostram como isso também pode ser prejudicial, caso você não consiga equilibrar a vida online e offline. Ou seja, é preciso reservar um tempo para se desconectar das informações e curtir o mundo à sua volta.

E não há fórmula mágica. Você pode ler um livro, escutar uma canção, fazer um prato delicioso, passear com seu animal de estimação, não importa.

As notícias continuarão acontecendo e você pode acessá-las em outros momentos.

Pense da seguinte forma: se mesmo com a correria do dia a dia, nós sempre fazemos uma pausa para comer, porque não para se divertir? A diversão é o alimento da mente, e para ter saúde, é preciso que estejamos saciados.

Ler um livro e ficar na companhia de um bichinho de estimação contribui para acalmar a mente

Seja capaz de analisar a sua vida atual de forma objetiva e fazer meditação

Às vezes, por estarmos focados em problemas ou em um cenário negativo, é possível que deixemos de perceber as conquistas. As vitórias. Em outras palavras, não raciocinamos sobre o que temos, e sim sobre a possibilidade de perder.

Um dos principais motivos que levam as pessoas a níveis elevados de ansiedade está justamente aí: em esquecer o presente e o que acontece agora.

Por isso, a meditação é uma excelente técnica para se manter calmo, consciente e com foco no que está acontecendo.

Seja com a ajuda de um profissional ou mesmo em uma sessão informal de relaxamento (com música, aromas e em um ambiente calmo), tire um tempo para pensar sobre o que tem dado certo. E foque nisso para o futuro, seja ele breve ou daqui a alguns anos.

Como cuidar da saúde mental com a prática de exercícios

Como dito anteriormente, se o corpo e mente estão intimamente conectados, é preciso cuidar também da parte física. E isso afetará a forma como lidamos com nossa saúde mental.

Aliás, a prática de exercícios físicos estimula a liberação da dopamina, também conhecida como hormônio da felicidade. Além disso, ao se exercitar, nosso foco em movimento e respiração será muito mais adequado e eficiente.

E se você não é muito adepto à prática regular de exercícios, pode optar pela ioga, menos intensa mas com os mesmos benefícios de atividades físicas tradicionais.

Praticar uma atividade física contribui para a saúde mental e física

Mantenha a mente ocupada com coisas úteis

Muitas vezes, as pessoas não se dão conta de que, mesmo em casa, é possível dedicar um tempo do dia para realizar atividades pendentes. Sabe aquele treinamento, curso ou mesmo estudo que você nunca fez por falta de tempo? Pois é, este pode ser o momento.

Para isso, basta que você não transforme a ocupação em obrigação.

Escolha algo que gosta, consulte pela Internet as possibilidades de realização online e se inscreva. Há cursos gratuitos das mais diversas áreas, vídeos demonstrativos nas plataformas de vídeo e até mesmo e-books e cartilhas virtuais.

Aproveite o tempo para se qualificar.

Conclusão

De acordo com todas essas informações, podemos concluir como é importante cuidar da saúde mental, seja durante a pandemia como em qualquer momento da vida.

E para quem ainda tem interesse em aprofundar mais no assunto, ou mesmo realizar um curso de qualificação sobre o tema, não deixe de conferir as opções do Portal Idea.

São cursos gratuitos e online, com até 280 horas de duração e emissão de certificado.

Tags:

Deixe um comentário